Mulheres empreendedoras: a importância da representatividade no mundo dos negócios

Tempo de leitura: 4 minutos
Mulheres empreendedoras protagonizando uma reunião de negócios.

Entenda de uma vez por todas o que significa “representatividade” e saiba como ela pode ser poderosa para o avanço das mulheres empreendedoras.

Você sabia que, ao contrário do que parece, as mulheres empreendedoras hoje são maioria no Brasil? Porém, apesar de terem conquistado esse espaço, empreender ainda é uma grande desafio em diversas medidas. Em primeiro lugar, muitas dessas mulheres se aventuram no empreendedorismo por necessidade, motivadas pelo desemprego, e investem em micro e pequenos negócios. Além disso, elas encontram resistência para conquistarem reconhecimento, confiança e investimentos. Mas existem algumas saídas que podem ajudar a transpor esse entrave.

Dar palco para referências femininas no empreendedorismo é um dos principais fatores que pode mudar esse cenário. A representatividade de mulheres pode fazer a diferença a curto e a longo prazo. Com ela, mulheres empreendedoras podem liderar e gerir seus negócios com mais respaldo e confiança, e contribuir para inovações. Enquanto isso, meninas e jovens que almejam se aventurar no mundo dos negócios também se tornam cada vez mais preparadas para mandar bem como empreendedoras.

Quer entender exatamente como a representatividade cumpre esse papel? Fique ligado nas informações a seguir!

O que é visibilidade e representatividade?

Visibilidade

A visibilidade é um conceito relacionado à visão, de fato. Ela existe quando uma mulher, seja ela uma personagem em uma produção cultural ou uma personalidade da vida real, exerce o papel de protagonista, ou de líder. Com isso, ela se torna visível, perceptível. A partir do momento em que ela é vista, ela se torna um exemplo e um estímulo para que outras mulheres também ocupem esse tipo de posição.

Representatividade

Mulheres protagonistas usam sua voz para representar ideias ou necessidades que são comuns a outras mulheres. Sendo assim, quanto maior o número de mulheres com visibilidade e poder, maior será a representatividade!

Qual é o cenário do empreendedorismo feminino hoje?

Você com certeza está ciente de que o mundo dos negócios é um dos espaços que teve, por muito tempo, homens como protagonistas. Porém, hoje, esse cenário mudou drasticamente.

Em Novembro de 2018 a Folha promoveu o seminário O Futuro do Emprego e o Emprego do Futuro com o patrocínio do Senai e do Sebrae. O evento trouxe à tona as nuances do mundo dos negócios e sua relação com mulheres empreendedoras

De acordo com Nana Lima, cofundadora da Think Eva, as mulheres já são maioria numérica no mundo do empreendedorismo. Porém, muitas delas empreendem por necessidade, por conta da alta taxa de desemprego no Brasil. Além disso, a empreendedora apontou que as mulheres não foram ensinadas a ocupar esse espaço, e quando o ocupam, têm dificuldades para encontrar incentivo.

Gestão de marketing em meio às instabilidades do mundo dos negócios

Por um lado, os homens detém maior patrimônio, e não estão dispostos a investir em suas propostas. Por outro, elas não encontram muito exemplos de outras empreendedoras bem sucedidas. Enquanto isso, de acordo com Heloísa Guimarães, diretora técnica do Sebrae, a realidade é que essas mulheres empreendedoras são até mesmo mais qualificadas que os homens. Então por que esses talentos não estão ganhando notoriedade?

Fica claro que, por mais que tantas mulheres ocupem cargos de liderança empresarial, na prática, existem sintomas graves que denunciam a necessidade de mais visibilidade e representatividade. É muito importante que as mulheres tenham espaço e voz para serem vistas e ouvidas. Assim, é possível pensar em formas de fazer com que suas propostas tenham reconhecimento e elas possam contribuir para gerar inovações no mercado.

Como a representatividade estimula mulheres a empreenderem?

Fatores abstratos

A autoestima e autoconfiança em relação a questões cognitivas e intelectuais são pouco estimuladas nas mulheres desde a infância. Se você for uma mulher, você sabe disso por experiência própria, não é mesmo?

Heloísa Guimarães também deu destaque para esse ponto no seminário organizado pela Folha. As discussões sobre o tema no evento demonstraram que pais e educadores precisam estimular essas competências na infância e na juventude. É desta forma que mulheres podem crescer prontas para ocupar seu espaço no mundo dos negócios com cada vez mais resiliência.

Agora, vamos trazer esse cenário para a realidade das mulheres empreendedoras. Além de todos os obstáculos já existentes, elas também têm que lidar, muitas vezes, com essa falta da construção de uma autoimagem sólida.

A visibilidade e a representatividade também são poderosas para auxiliar nesse aspecto! Afinal, ter mulheres empreendedoras de sucesso como referência contribui para empoderar aquelas que encontram dificuldades no mundo dos negócios. O pensamento que surge em mente é “se ela conseguiu, eu também consigo!”.

Saiba como seu negócio pode se beneficiar com a economia colaborativa

Fatores práticos

A representatividade ainda pode trazer outros tipos de estímulos. Se trata da busca por conquistas práticas diretamente relacionadas à luta por direitos, respeito e equidade. Nana Lima, da Think Eva, foi um ótimo exemplo dessa atitude no seminário organizado pelo Folha.

Ela comentou que seria interessante que o governo interviesse na questão da liberação de créditos para mulheres empreendedoras. O ponto dela é que essa seria uma forma de remediar o desequilíbrio histórico gerado pela desigualdade entre gêneros.

Com certeza, diversas empreendedoras se sentiram representadas por essa fala. Além disso, a possibilidade de concretizar esse feito seria um incentivo para meninas jovens que pretendem empreender no futuro, não é mesmo?

Com essa leitura, com certeza ficou claro para você que a visibilidade e a representatividade tem potencial para impactar a vida de mulheres empreendedoras diretamente. Dar espaço para elas neste, e em todos os espaços, é uma forma de contribuir para uma sociedade mais igualitária, dentre diversos outros benefícios. Quer saber quais são eles?

Continue essa reflexão rica que engloba o papel da diversidade no empreendedorismo! Confira esse conteúdo sobre por que a diversidade deve fazer parte da sua estratégia!

Compartilhe esse conteúdo!